Igreja e Casa Paroquial de São José de Botas

A Igreja de São José de Botas de Ouro; localizada no Sítio São José, 
no município de Tamandaré, em Pernambuco

O Acervo Histórico Cultural denominado "Igreja e Casa Paroquial de São José de Botas", erguido em homenagem a Devoção à São José de Botas, que possuía Botas e Cajado de Ouro (Tradição Religiosa do Final do Século XVIII, advindas de ideias Pré-Republicanas, Revolucionárias Francesa, que chegaram aos Postos do Recife no período do Brasil Colônia, onde a Coroa Portuguesa sustentava a Igreja em Troca de Obediência. Proibia a entrada de novos Cultos Religiosos, confirmava as Sentenças da Santa Inquisição e Executava as Penas...

O Estado concedia Licença para Construção das Igrejas as quais eram edificadas pelas Confrarias ou Irmandades; o chamado Padroado (Direito de concessão de benefícios pelo Protetor), -Os Ricos comerciantes; os Maçons!- A sua construção remonta ao final do Século XVIII, em área particular na praia de Tamandaré (Atual rua São José, no Sítio de mesmo nome), pertencente à família do "de cujos" Nestor de Medeiros Accioly que adquirio a propriedade por volta de 1902 (-Aos seus 21 anos de idade-, por ocasião do seu casamento com Maria Castanha Accioly que tinha 15 anos naquela época -O Sítio São José, onde encontra-se encravado o citado Acervo Histórico-Cultural-), dos "Nétos" do Padre José Rufino Gomes. Em estilo Colonial Barrôco, em seu frontispício encontra-se o Brasão de São José de Botas que destaca as "Ferramentas do Carpinteiro"; Régua, Serrote, Compasso, Esquadro, além do tradicional "Ramo de Lírios" que expressa a "Pureza de São José", Espôsa da Virgem Maria, Maria Santíssima a Mãe de Jesús (Patrôno da Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romanda)...


Em 24 de Dezembro de 1999 foi tombada pela FUNDARPE em caráter de urgência. Espaço especialmente reservado para Cerimônias Religiosas, Eventos Sociais & Culturais, conforme "COMPROMISSO DE ZELADORIA & TUTELA COMPARTILHADA (Por Tempo Indeterminado!), firmado entre a sua Curadora, (A advogada OAB/PE 6909), a Dra. Ísis Castanha Accioly (Com a anuência de seus Filhos Varões: Húgo Cláudio & Luís Flávio), e a Cúria Diocesana dos Palmares-PE., sob a mediação do Mui Reverendíssimo Padre, José Marcos Gomes de Luna...

Em estado de pré-ruína, após recuperação parcial com recursos Próprios e da Comunidade, retomou as Atividades Religiosas, após um período de mais de quarenta anos de abandono, com a Celebração de Santa Missa em 18 de Março de 2001 às 10:00 horas, por ocasião das festividades para homenagear seu Padroeiro, São José (Patrono da Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana), Espôso da Virgem Maria, Maria Santíssima a Mãe de Jesús! Curiosidades: -Em seu entorno, bem como na própria capela, funcionou o antigo Cemitério de Tamandaré até 1930, quando foi transferido para um terreno próximo ao Forte Santo Inácio de Loyola. Na sua entrada existiu um Átrio com Cruzeiro onde foi sepultado um membro da família Accioly. Ao lado esquerdo da igreja encontra-se um Antigo Casario que serviu como Casa do Padre José Rufino Gomes, que continua sendo a residência oficial da família Accioly.

Por: Receptivo São José

Nenhum comentário: