Noite de Festa marca Abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015

Mesa de Abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015 em Princesa Isabel

Mais de 500 pessoas lotaram os salões do Acqua Parque de Princesa Isabel na grande noite de abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015. Com as presenças do prefeito municipal Domingos Sávio, do Curador do Cariri Cangaço Manoel Severo, do Presidente do GPEC, Narciso Dias, do Presidente do GECC, Ângelo Osmiro e do representante da SBEC, Aderbal Nogueira; pesquisadores e escritores de todo o Brasil prestigiaram a noite de abertura de umas das edições mais esperadas do Cariri Cangaço. A solenidade foi aberta pela Mestre de Cerimonia Sabrina Barbosa, que fez a apresentação da trajetória do Cariri Cangaço ao londo de seus cinco anos de existência para logo em seguida o público ouvir as palavras do curador do evento, Manoel Severo Barbosa.

 Manoel Severo e Prefeito Domingos Sávio na noite de abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015

Para Manoel Severo "a presença deste público maravilhoso e surpreendente em nossa noite de abertura aqui em Princesa Isabel nos traz uma felicidade inigualável, na verdade é o resultado de espetacular trabalho de uma grande equipe; coroado sem dúvidas nesta noite de abertura. Para o Cariri Cangaço é uma enorme honra inaugurar mais esta empreitada em terras paraibanas, ainda mais num cenário tão marcante como Princesa Isabel. Nossa gratidão a toda equipe do prefeito Domingos, da secretária Socorro Mandu e de meus queridos amigos Emmanuel Arruda, Valmir Sousa e Thiago Pereira. Que grande e inesquecível festa !"

 
 
Público recorde na abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015

Para Narciso Dias, do GPEC "Ficamos honrados com a Paraíba hoje se consolidar como a segunda casa do Cariri Cangaço: Sousa, Nazarezinho e Lastro e agora Princesa Isabel e São José de Princesa" , já Aderbal Nogueira da SBEC ressaltou a importância histórica do evento e festejou a iniciativa das autoridades municipais junto ao Cariri Cangaço: "outras municipalidades poderiam seguir o exemplo de Princesa Isabel na promoção da cultura e da memória, na verdade uma grande festa" . 

Ângelo Osmiro do GECC confessou: "sempre tive muita afinidade com a história de Princesa Isabel e estar hoje nesta noite testemunhando esse grande Cariri Cangaço Princesa, é uma honra". Finalizando, o prefeito Domingos Sávio acentuou e disse da "grande felicidade de Princesa Isabel está recebendo o maior evento deste gênero no país, o que nos honra profundamente, hoje Princesa Isabel, essa terra tão cheia de história e tradição,não só para a Paraíba, mas para todo o Brasil, está em festa, muito obrigado ao meu amigo Manoel Severo do Cariri Cangaço, muito obrigado a todos que colaboraram com esse grande momento de Princesa".


 Manoel Severo e Domingos Savio
 Ângelo Osmiro , presidente do GECC
Narciso Dias, presidente do GPEC

Para um dos organizadores do Cariri Cangaço Princesa 2015, Emmanuel Arruda "surpreendeu a todos os organizadores a maciça presença de companheiros de todo o Brasil ao evento, temos hoje todas as pousadas e hotéis de Princesa, totalmente lotados, e já temos registros de mais 70 municípios do Brasil com representações em nosso evento, realmente um sucesso o Cariri Cangaço Princesa 2015."

Entre as presenças na noite de abertura do Cariri Cangaço Princesa 2015, registraram-se a vice-prefeita de São José de Princesa, Rúbia Matuto, o Secretário de Cultura de Aurora, José Cícero, o Secretário de Cultura de Barro, Sousa Neto; a Secretária de Cultura de Lavras da Mangabeira, Cristina Couto; o Secretário de Cultura de Brejo Santo, Miran Basílio, a Secretária de Cultura de Piranhas, Patrícia Brasil, o Secretário do Meio Ambiente de Flores, Roberto Santana, vereadores, dentre muitas outras autoridades.


Prefeito Domingos Sávio,  Manoel Severo e Aderbal Nogueira 


O Conselho do Cariri Cangaço também marcou forte presença no evento, pois além de Cristina Couto, Sousa Neto e José Cícero, estavam presentes: Narciso Dias, Aderbal Nogueira, Ângelo Osmiro, Ivanildo Silveira, João de Sousa Lima, Ana Lúcia Souza, Wescley Rodrigues, Juliana Pereira, Geraldo Ferraz, Archimedes Marques e Professor Pereira. 


A arte do Aboio de Princesa Isabel
 Grupo de Cultura Abolição
 

O evento teve ainda as apresentações do Grupo Cultural Abolição; de Sandro Mandu e Grupo de Aboio de Princesa Isabel. Além da Latada do Livro Cariri Cangaço, com vários escritores exponde e comercializando suas obras; exposição de artesanato em barro, couro, cerâmica e cutelaria, do artesão "Ferreirinha" da Cutelaria Ferreira de Princesa Isabel;  como também a apresentação da nova Coleção Cariri Cangaço 2015 com as camisas bordadas a mão, as mochilas e bolsas, além de outros acessórios pelos artesãos de Lavras da Mangabeira.  

 Cutelaria e a nova Coleção Cariri Cangaço 2015 de Lavras da Mangabeira
 Jeová Batista e Francisco Dantas
Escritor Renato Bandeira no Cariri Cangaço

Depois da solenidade tivemos a primeira conferencia do Cariri Cangaço Princesa 2015 - "Princesa - Território Livre" com o professor, pesquisador e escritor Romero Cardoso, seguida de coquetel aos presentes.

FOTOS: Pedro Bruno, Ingrid Rebouças, Celsinho Rodrigues

Cariri Cangaço Princesa 
19 de Março de 2015
Princesa Isabel, Paraíba

Um comentário:

Luiz Carlos Aquino Pereira disse...

Talvez seja exagero dizer que a História do Cangaço se confunda com a História do Nordeste, até por que do ponto de vista geográfico esse fenômeno ficou limitado a alguns dos nove estados que compõem a região.

Mas podemos dizer sem receio que faz uma interface.

Muito longe de me igualar aos estudiosos da temática, tenho a ousadia de fazer uma correlação do surgimento e difusão do cangaço com a pobre economia regional, má distribuição da renda, alarmantes índices de injustiças sociais, permeada pela forte presença das Oligarquias e do Coronelismo. Somando-se a tudo isso, a nossa formação cultural e religiosa.

Os mais corajosos, destemidos, talvez por terem sido injustiçados, e não encontrando guarida pelos meios legais, adentravam ao bando.

Fica esse pequeno e leigo comentário submetido a críticas.