Poço do Ferro e a morte de Antônio Ferreira no Cariri Cangaço Floresta

Marcos de Carmelita o grande anfitrião do Poço do Ferro

No terceiro dia de Cariri Cangaço Floresta 2016, a programação nos reservava um conjunto de visitas significativas: A fazenda Poço do Ferro do emblemático Coronel "Anjo da Gia" pela manhã e marcante Fazenda Tapera da família Gilo, a  tarde. 

Um dos pontos mais visitados por Lampião e seus cangaceiros foi a fazenda Poço do Ferro, de propriedade do coronel Ângelo da Gia. A fazenda, na época do cangaço, pertencia a cidade de Floresta e hoje pertence a Ibimirim. A fazenda não teria tanta importância para os pesquisadores do cangaço se lá tivesse sido apenas mais um dos inúmeros coitos dos cangaceiros. Nessa fazenda o Rei do Cangaço perdeu seu irmão Antônio Ferreira, num "sucesso" famoso que envolveu seu lugar tenente, Luiz Pedro do Retiro.

Coronel Angelo da Gia
 Logo na entrada da fazenda Poço do Ferro, o local onde primeiro foi enterrado Antônio Ferreira, irmão de Lampião: "Foi enterrado no local onde está a cancela"
 Washington, neto de Angelo da Gia da as boas vindas ao Cariri Cangaço, ao lado de Magno Araujo, Luiz Ruben e Manoel Severo
 José Tavares, Ana Lúcia, Alexandre Wagner, Verluce Ferraz...
 Rosane e Geraldo Ferraz, Juliana Pereira, Neli Conceição, Angela e Célia Maria
 Junior Almeida, Silvania Nascimento, Raul Meneleu, Betinho Numeriano e Jorge Remígio
Carlos Alberto, Rosane e Geraldo Ferraz, Roberto Soares e Magno Araujo


"Era começo de Janeiro de 1927. Antônio Ferreira, junto de Luiz Pedro, Jurema e um outro rapaz, estavam acoitados pelo coronel Ângelo da Gia, na fazenda Poço do Ferro e jogavam baralho. Luiz Pedro estava numa rede e Antônio em pé. Antônio estava perdendo muito no jogo, enquanto disse a Luiz: 
-Luiz, você está sentado nesta rede há muito tempo! Agora deixe que eu me sente um pouco aí. 
O rapaz segurando o cano do fuzil, ao apoiar-se para levantar, bateu com a coronha no chão. A arma, destravada, disparou a bala que atingiu Antônio em cheio. Este, antes de cair, só teve tempo de falar: 
-Matou-me, Luiz." Trecho de uma das obras de Antônio Amaury...

 Washington apresenta aos convidados do Cariri Cangaço o local exato do sepultamento
Luiz Antonio, Afranio Gomes, Rosane, Célia Maria, Francisco de Assis e Geraldo Ferraz
 Quirino Silva, uma festa a parte no Cariri Cangaço Floresta 2016

E vamos continuar com o relato de Antônio Amaury: "Lampião, que estava longe, ao receber a notícia, passou a noite na cavalgada para acertar-se do ocorrido na fazenda de seu amigo Ângelo. Perdera assim mais um irmão em sua história de cangaceiro, por um acidente estúpido. Ouviu e concordou com o parecer do próprio coronel sobre o acidente. Jararaca, um dos chefes cangaceiros, no entanto, propôs que todos os envolvidos pagassem com a vida, por não acreditar que se tratasse de um acidente. Ao saber que seria perdoado, Luiz Pedro fez um juramento a Lampião, que passou para a história: 

"Seu capitão... O senhor poupou minha vida. 
Eu juro acompanhá-lo até o fim. 
No dia em que o senhor morrer, 
eu morro também!"

O primeira das fotos oficiais no Poço do Ferro, no local do primeiro sepultamento
Celsinho Rodrigues e Manoel Severo
 Louro Teles, Celso Rodrigues, Petrúcio Rodrigues, Sonia Jaqueline, Archimedes Marques e Luiz Antonio
 Juliana Pereira e abaixo: Ana Lúcia, Celsinho, Petrúcio, Veridiano, Luiz Antonio e ainda, Celso Rodrigues, Sonia Jaqueline e Archimedes Marques

Na sede da Fazenda Poço do Ferro, recepcionados pelos descendentes de Angelo da Gia, a magia do encontro da história com a integração da alma nordestina proporcionada pelo Cariri Cangaço, unindo pesquisadores de todo o território nacional.

Antonio Ferreira, irmão de Lampião
 Segunda foto oficial na sede da Fazenda Poço do Ferro
 Caravana Cariri Cangaço rumo ao local onde foi sepultada a cabeça do irmão de Lampião, Antonio Ferreira
 No local exato, Marcos de Carmelita indica a partir das cruzes onde a volante enterrou a cabeça decapitada de Antônio Ferreira

"Uma das informações importantes nos forneceu Washington que contou que dois dias depois da morte de Antônio Ferreira, uma volante chegou na fazenda Poço do Ferro, descobriu o túmulo do cangaceiro morto; aquele mesmo que visitamos no inicio de nossa caravana; desenterrou-o e cortou a cabeça e colocou em uma estaca da porteira do curral do casarão do coronel. Quando a polícia saiu o coronel mandou enterrar a cabeça no antigo cemitério da família, que é o local onde estamos visitando hoje. Antônio Ferreira tem, portanto dois túmulos, sendo um para o corpo e outro pra cabeça." Revela o pesquisador João de Sousa Lima.

 Raul Meneleu e a sepultura da cabeça de Antonio Ferreira
Ricardo Ferraz e Cristiano Ferraz
Benção do Padre Agostinho, ao lado de Petrucio Rodrigues
Neli Conceição e Padre Agostinho
Terceira foto oficial no Poço do Ferro, local da sepultura da cabeça de Antonio Ferreira

Logo apos a chegada à sepultura partimos para o local exato onde houve o "sucesso", na verdade onde a rede estava armada e se deu o acidente onde Luiz Pedro alvejou e matou Antônio Ferreira na fazenda de Ângelo da Gia no Poço do Ferro.

 Caravana Cariri Cangaço a caminho do local onde o tiro de Luiz Pedro matou Antônio Ferreira
No local do "sucesso" novamente Washington nos contou a história
Descendentes de Ângelo da Gia e novamente bençãos de Padre Agostinho
Padre Agostinho, José Tavares,Junior Almeida, Washington, Rute, Marcos de Carmelita, Ana Lucia e Jose Irari
Petrúcio Rodrigues, Luiz Antônio, Padre Agostinho, José Tavares, Raul Meneleu e dona Francisca, Marcos, Verluce Ferraz e Maria Amélia

Por fim a última sepultura do copro do cangaceiro Antônio Ferreira, irmão e braço direito de Virgulino Lampião, morte em um acidente na fazenda Poço do Ferro de propriedade de Ângelo da Gia no Poço do Ferro nos meados de 1926 ou começo de 1927.

Na oportunidade a Caravana Cariri Cangaço, a partir de iniciativa do GPEC-Grupo Paraibano de Estudos do Cangaço representado por seu presidente Narciso Dias, confeccionou e fixou uma cruz com o registro do sepultamento de Antonio Ferreira, aqui também a benção de Padre Agostinho.
Registro Histórico dentro do Cariri Cangaço Floresta
 Narciso Dias e a Cruz de Antônio Ferreira
 O Cariri Cangaço através do GPEC e a fixação da Cruz de Antônio Ferreira

 Jorge Remígio e as polêmicas que envolveram a morte do irmão de Lampião
Padre Agostinho
 Getúlio Bezerra, Manoel Severo, Ivanildo Silveira, Francisco de Assis e Josué Santana
Ivanildo, Narciso, Severo, João Simplício, Luiz Ruben, Celsinho, Getúlio e Marcos
Padre Agostinho e a Benção do lugar
 Rute e Washington, Narciso Dias, José Tavares, Jorge Remigio, Ivanildo Siveira e Descendentes de Angelo da Gia 
Foto Oficial do Cariri Cangaço Floresta 2016 na Fazenda Poço do Ferro, Ibimirim-Pernambuco, local da morte e sepultamento de Antônio Ferreira, irmão de Lampião

Cariri Cangaço Floresta
28 de Maio de 2016, Fazenda Poço do Ferro
Ibimirim, Pernambuco
Fotos: Louro Teles, Ingrid Rebouças, Narciso Dias, Igor Silva, Magno Araujo

Nenhum comentário: