Cariri Cagaço Rumo a Lisboa


Em menos de uma semana dois encontros, muita conversa e uma certeza: Vamos preparando as malas; o Cariri Cangaço está mais perto de Lisboa. A noite do ultimo dia 11 de dezembro no restaurante Forneria Coriolano, em Fortaleza, o Curador do Cariri Cangaço, Manoel Severo, passou às mãos do professor doutor, Jorge de Sá da ULisboa e do doutor Carlos Beato, da Associação 25 de Abril, o Projeto Final do Cariri Cangaço Lisboa, primeiro empreendimento com a marca Cariri Cangaço, fora do Brasil.

Manoel Severo estava acompanhado do empresário Marciano Girão e do advogado Djalma Pinto e o momento selou o compromisso da realização do evento em terras portuguesas pela primeira vez. "O objetivo do Cariri Cangaço Lisboa é promover e fortalecer a integração entre as culturas do Brasil e Portugal a partir desse fórum qualificado de estudo de temas vitais para a uma compreensão  do perfil do povo nordestino que é o cangaço, como também criar possibilidades de futuros fóruns de discussões,  reunindo  pesquisadores de temas correlatos dos dois países e demais nações lusófonas em eventos  a serem realizados nessas nações" revela o empresário Marciano Girão.

Marciano Girão e os objetivos de cruzar o Atlântico
Carlos Beato, Jorge de Sá e Manoel Severo

Já o professor doutor Jorge de Sá, da Universidade de Lisboa comenta: "Chegando a Lisboa estaremos reunindo as instituições ligadas e estaremos apresentando o Anteprojeto, certamente em breve já teremos uma definição de formato e também de datas". Manoel Severo, curador do Cariri Cangaço reforça:"Apresentamos na noite de hoje uma espécie de Anteprojeto, com as linhas mestras do Cariri Cangaço em Portugal, definindo um padrão e um formato, sugerindo temas, enfim, agora os doutores Jorge de Sá e Carlos Beato, que são nossos embaixadores em Portugal deverão realizar os ajustes necessários e daí teremos o Projeto finalizado talvez já dentro de um mês".

O Anteprojeto contemplou principalmente os principais temas a serem explorados em Portugal; "pensamos em temas basilares e fundamentais para a compreensão do fenômeno cangaço e seus principais protagonistas" e continua Manoel Severo: "é notório o interesse de nossos anfitriões pelo tema cangaço e por seu principal ícone que é Lampião, sem dúvidas nossa responsabilidade é reunir um grupo qualificado de pesquisadores brasileiros para proporcionar um debate de alto nível em terras lusitanas".

Marciano Girão, Carlos Beato, Jorge de Sá, Manoel Severo e Djalma Pinto

"Estamos testemunhando os primeiros resultados de um trabalho de mais de quatro anos que hoje começa a tomar realmente forma, e com um detalhe totalmente novo, aliás especialmente novo, pela primeira vez estaremos reunindo um grupo de pesquisadores brasileiros, conselheiros e amigos do Cariri Cangaço para contar essa história que possui tanta força que é o cangaço, do outro lado do oceano; sem dúvidas um grande desafio que começamos a vencer" fala Manoel Severo, curador do Cariri Cangaço.

No todo, o evento deve ter entre 2 e 3 dias, reunindo professores e alunos de Lisboa, principalmente dos cursos de Historia, além de intelectuais e produtores de cultura e curiosos que contarão além de conferências, com debates, apresentações de documentários e exposição de fotos, numa primeira edição do Cariri Cangaço fora do Brasil. A data ainda não esta definida, o que acontecerá dentro de no máximo um mês. "É prioritária a questão da data pois temos uma verdadeira legião de confrades que precisam organizar suas agendas para possibilitar a presença em Portugal, dessa forma estaremos ultimando essa questão junto aos doutores Jorge de Sá e Carlos Beato. Só para se ter uma ideia, já recebemos manifestações de mais de 20 pesquisadores desejando se somar a caravana do Cariri Cangaço Além Mar", finaliza Manoel Severo.

Cariri Cangaço Lisboa
11 de Dezembro de 2017
Apresentação do Anteprojeto
Restaurante Coriolano, Fortaleza
Fotos: Ingrid Rebouças

2 comentários:

Sara Saraiva disse...

Parabéns por tamanha iniciativa! Um orgulho ver este evento ganhando dimensões internacionais! Um grande beijo!

Dalinha Catunda disse...

Parabéns por levar além fronteiras nossa história nordestina, que começou com o Cariri Cangaço que foi crescendo até alcançar outros olhares. É Fascinante a história do cangaço. Em frente!!!