Que tal uma Revista? Por:Juliana Ischiara

.
Juliana, Alcino Costa e Ana Lúcia

Amigos Severo e Danielle,
Quero lhes falar da satisfação imensa que foi participar de mais uma edição do Cariri Cangaço. O evento foi um sucesso. Me sinto honrada por ter dividido uma semana de minha vida com pessoas tão admiráveis, sensíveis e amáveis como vocês e todos os que ali estiveram. Pessoas que deixaram seus afazeres, seus trabalhos e famílias consangüínea, para juntar-se à sua família por afinidade, que é o Cariri Cangaço.O que posso dizer, além de meu muito obrigada pelo acolhimento, pelo carinho e dedicação com que todos caririenses nos receberam.

Agradeço as cidades de Crato, Missão Velha, Barbalha, Juazeiro e Aurora, pela atenção que nos deram, pelo apoio ao evento. e por acreditarem e embarcarem no projeto de nosso Curador-cuidador, Manoel Severo. Meus caros, continuem acreditando, pois Severo é um homem de visão e tem sido não só um curador-cuidador, mas um protetor da cultura nordestina, que não mede esforços para reunir os maiores pesquisadores e defensores da cultura nordestina.

O Cariri Cangaço não tem debatido só o fenômeno cangaço, mas o messianismo ao falar dos beatos, da história política e sociocultural ao abordar o coronelismo, o regionalismo ao falar daqueles que se fizeram importantes em suas épocas e à frente delas, como Delmiro Gouvêa e Padre Cícero. Na verdade, o Cariri Cangaço tornou-se uma colcha de retalhos coloridos, retalhos de nossa história não só sob a ótica do passado, mas na perspectiva futurista de manter acesa a lamparina nordestina que alumia as esperanças dos que não se deixam abater pelo derrotismo, por aqueles que torcem e acreditam no sucesso deste evento, que sem sombra de dúvida é o maior já realizado no Brasil, envolvendo as temáticas propostas.

Narciso, Alcino, Juliana e Lily; no Caldeirão do Beato Zé Lourenço

Parabéns caririenses por acreditarem e por se envolverem de corpo e alma. Parabéns Cariri Cangaço por se tornar cada vez maior, superando todas as expectativas. Parabéns Curador-cuidador Manoel Severo e Danielle Esmeraldo pela belíssima administração e coordenação à frente do evento, por nos receber tão bem e com tanto carinho. Não tenho dúvidas de que a semana que passamos reunidos por ocasião do Cariri Cangaço, nos é muito proveitosa e feliz, não fosse assim, não teríamos tantos risos, tantas brincadeiras nas horas do café da manhã, no almoço e nos jantares. Como é bom ouvir participação inteligente e as piadas bem humoradas de nosso mestre Ivanildo Silveira. As músicas bem humoradas e cheias de graças de nosso Bin Laden. Comemoramos até aniversários juntos, que o digam Wescley e Narciso, que este ano passaram conosco.

Wescley Dutra e Narciso Dias, ao lado de Kiko e Juliana

Tanta riqueza de conhecimento. Voltamos com nossos alforjes cheios, das trocas informais nas rodas de conversas, das palestras em grande estilo e das visitas técnicas sempre engrandecedoras. Lançamentos de livros como os de meu amigo Vilela, Dr. Antonio Amaury, Rubinho e Honório. Infelizmente o mestre Alcino Costa não pode lançar seu Lampião em Sergipe, mas em breve lançará. Em síntese, já estou com saudade e em contagem regressiva para o Cariri Cangaço edição 2011. Por falar nisso, que tal fazer uma revista, além do blog, hein?

Juliana Ischiara
.
Quixadá CE

11 comentários:

Anônimo disse...

Ju!! Em seu nome gostaria de agradecer o carinho de todos e a credibilidade depositada no Cariri Cangaço.As palavras,expressam o sentimento mais sincero,daqueles que são os maiores astros dessa festa do conhecimento, vocês!
São manifestações que invadem nossos corações e agem como um potente energético,para continuarmos o nosso trabalho,com alegria, vibração e muuuita satisfação!! O reconhecimento lava a alma e motiva a vida. O Nosso muuuitooo obrigado a todos vocês, que são mais que especiais, e já fazem parte não só da nossa Cariri do Brasil,como dos momentos mais gratificantes já vividos por nós.
Foram dias extremamente adrenalizados. E o que seria de nossa existência, sem desafios e conquistas? E enfrentar tudo isso,fica bem mais fácil quando estamos ao lado da pessoa que amamos, né não?

beijos, vocês são maravilhosos... por sinal, uma cambadinha bem obediente hein!!!

Anônimo disse...

Estive por duas noites no Cariri Cangaço, vimos que o nível das apresentações foi digno de nota, o dr Magebio deu uma aula sobre a Coluna Prestes e a conferencia sobre musicalidade e ritmos do cangaço nos proporcionou uma viagem que nunca imaginei existir.

O ponto falho do seminário foi que a organização não colocou transporte para os estudantes acompanharem as visitas, no mais é ressaltar a luta da secretária daniele e do outros secretários do outros municipios para manter viva achama da cultura no cariri. Parabens a todos.

Selma Brito do Crato (urca)

ALCINO disse...

Não tenho dúvidas de que o Cariri Cangaço é o maior evento cultural do Nordeste. Encontrar pessoas tão queridas e importantes é um bálsamo que extirpa todas as nossas preocupações.

Manoel Severo e Danielle são os grandes e amados comandantes de tão especial instante de nossas vidas. Encontrar você Juliana, seu esposo Júlio, Paulo Gastão, Lemuel, e o imenso contingente de vaqueiros da história foi uma maravilha.

Juliana, em seu comentário você discorreu tudo de maravilhoso que aconteceu no II Cariri Cangaço, parabéns.

Abraços e muito obrigado a Severo e Danielle.

Alcino Alves Costa
O Caipira de Poço Redondo - SE

Anônimo disse...

Senhor Alcino, fiquei impressionado com o numero de cangaceiros saidos de Poço Redondo em Sergipe, na verdade sempre achei que Vila Bela e Paulo Afonso teriam sido os maiores "fornecedores" de homens para Lampião. Parabéns por sua palestra.

Ricardo Leiva
Juazeiro do Norte

Anônimo disse...

Eita nós,

Essa mulher escreve bem demais!

Amigo Severo, faço minhas as palavras da amiga Juliana, realmente o Cariri Cangaço deixou saudades e enriqueceu as nossas pesquisas, descobertas, vínculos de amizade e desenvolvimento intelectual. Que esse evento continue sendo um marco no resgate da cultura nordestina que, gradativamente, está sendo expropriada.

Abraços!

Prof. Wescley Rodrigues
João Pessoa - PB

Juliana Ischiara disse...

Amigo Severo,

Grata por suas palavras. Acredito que todos os participantes do Cariri cangaço voltaram para seus lares e afazeres felizes e satisfeitos, não só pelo sucesso do evento, mas sua gentileza e acolhimento. Meu muito obrigada.

Ah! Eu usaria (des)obediente, mas como você é uma pessoa muito bacana, deu uma aliviada, hein?

Mestre Alcino,

Obrigada pelo incentivo de sempre, pelo carinho e atenção a mim dedicados.

Querido Wescley,

Meu amigo de todas as horas, inclusive das longas caminhas, tipo 12 quilomentros, rsrsrsrs. Já estou com saudade e em contagem regressiva para o próximo cariri. Ah!! Aproveite bastante sua nova idade, só não vou falar qual é para não lhe comprometer, afinal, sou sua amiga, rsrsrsrs.

Juliana Ischiara

CARIRI CANGAÇO disse...

Estimada Juliana, o comentário que abriu esta seção foi de Dani, não meu, rsrsrsrsrs, mas... faço minhas todas as palavras dela, inclusive: obediente!!!
Um beijo em seu coração,

Severo

CARIRI CANGAÇO disse...

Ju!!! Foi eu que escrevi o primeiro comentário. É que eu esqueci de me identificar.rsrsrsrs... beijos!!!!
Danielle Esmeraldo!

Narciso disse...

A todos sem distinção o meu fraternal abraço,foi maravilhoso conviver por uma semana com todos vocês,ao nosso mediador porque não dizer "gladiador" Manoel Severo que matava mais que um leão por dia para que tudo ocorrece bem,juntamente com Danielle e sua equipe de acessores,foi uma semana de grande aprendizado. Um grande abraço à todos.

Juliana Ischiara disse...

Caros amigos, Severo e Danielle,

Desculpe a confusão, mas as palavras valem para os dois, afinal, vivem em um só corpo, como diz as palavras de Cristo.

Um abraço fraterno nos dois, beijos!!!

Amigo Narciso,

Tenho acompanhado seus comentários, excelentes!!! Concordo com vc, Severo e Danielle são mais que curadores do Cariri Cangaço, são dois gladiadores, claro, lutando do mesmo lado e defendendo a mesma causa, no caso, a preservação da cultura nordestina.

Um abraço

Juliana

Anônimo disse...

Juliana consegue mostrar toda a força da Mulher nordestina... Nas palavras, ações, carinhos e simpatia.
Uma presença marcante, não só no Cariri Cangaço, mas por onde passa e faz amigo(a)s.
Pra mim, valeu os poucos momentos em que estivemos discutindo e aprendendo no CCC 2010.
Severo e Danielle são um caso a parte. Merecem mais do que o nosso reconhecimento.
Abração Ju e que Deus a conserve assim.
Kydelmir Dantas
Mossoró - RN.