Cariri Cangaço visita a Ipueira dos Xavier


..
Capela na Vila da Ipueira dos Xavier; Serrita-Pernambuco

Um dos episódios marcantes da vida cangaceira de Virgulino Ferreira da Silva, foi sem dúvidas o ataque frustrado à vila de Ipueira dos Xavier, hoje município de Serrita, na encosta da Chapada do Araripe, no estado de Pernambuco, berço de uma das famílias mais valentes do sertão nordestino, sob o comando de seu patriarca, coronel Pedro Xavier. Na manhã do último dia 03 de junho, sob uma neblina fina de um dia extremamente frio de começo de junho, partimos de Crato rumo a Serra do Araripe, cruzando a fronteira até chegar no vizinho estado de Pernambuco; de Crato a famosa Ipueira dos Xavier, são exatamente 120 km, com direito a passagem pelo município de Exu e o Museu do Gonzagão.

Companheiros de viagem: Danielle Esmeraldo, incansável cangaceira; um amigo de trabalho, Cláudio e o anfitrião da visita: Nemézio Barbosa, bisneto de Pedro Xavier. A Vila permanece como há oitenta anos, a capela fincada em uma das extremidades da vila, o arruado perfeito e enquadrado, as pequenas casinhas, todas pertencentes a membros ou agregados do Clã Xavier, e na extremidade da vila, as casas dos filhos e netos do coronel Pedro Xavier.

O Oitão de uma das casas, confirma a força do Clã Xavier

Imagem do alto, onde se localiza a Casa Grande da Família Xavier

Nemezim do Crato, mostra exato local onde ficava a Casa de Pedro Xavier

Atual Casa Grande da Família Xaveir, ao lado das ruínas da original.

Em 1927 Virgulino Ferreira depois de uma amistosa relação com os Xavier, após algumas passagens pelo local, assume posição de confronto com a família e ensaia a invasão com o intuito de “ver muito sangue e choro na Ipueira!”. Recomendamos aos leitores buscarem neste mesmo blog, Matéria espetacular de autoria do confrade Ivanildo Silveira, sobre o famoso fogo das Ipueiras, de um lado Virgulino Lampião e do outro, os valentes Xavier.
 
Fomos recebidos por dois netos do coronel Pedro Xavier. Eimar Xavier e sua esposa, dona Catarina. Eimar é filho do famoso Dezim Xavier, o primeiro dos destemidos filhos do coronel a responder o fogo dos cangaceiros. Foi Dezim que alvejou e matou a única vítima desse fogo, o cangaceiro de nome Musqueiro, que em algumas literaturas, consta como sendo Tempero. Dezim ao lado de alguns moradores se encontravam na Casa Grande do alto e foi quem primeiro avistou os cangaceiros. O coronel Pedro Xavier se encontrava na Vila, a cerca de 3 km da Casa Grande, que se encontrava estrategicamente localizada no alto das Ipueiras.

Ao seguir em direção à defesa da casa; uma vez que Lampião conduzia seus homens do sentido Serra/Sertão, vindo de Jardim, no Ceará, já conduzindo refens, dentre esses Pedro Vieira; o coronel Pedro Xavier, que sofria de asma, sofreu um ataque o que provocou nos filhos e demais defensores, a impressão que havia sido atingido. O fogo se perpetuou por quase três horas e Virgulino acabou retrocedendo, após perder Musqueiro e ter seu rosário partido no ato do ataque.

Na tentativa de chegar rápido a Casa Grande,para defender a família, o Cel. Pedro Xavier teve uma crise de asma ao final da subida dessa ladeira.



 Zezé Xavier e Nemézio do Crato

Eimar, filho de Dezim Xavier, Severo e Némézio

Na casa ninguém sofreu nada, depois de pouco tempo, chegavam para dá apoio aos Xavier, mais de cem homens, vindos das fazendas das redondezas, entre esses mais de 50 jagunços sob o comando do coronel Chico Romão de Serrita.

Não é necessário dizer da hospitalidade da família Xavier, principalmente de dona Catarina, passamos a manhã descobrindo detalhes importantes do famoso ataque de Lampião e nuances curiosas que tinham como personagens principais o poderoso clã das Ipueiras, sob o comando do grande coronel Pedro Xavier.

NOTA CARIRI CANGAÇO: A organização do Cariri Cangaço 2010, estudo a possibilidade de dentro da programação, realizar uma visita a Famosa Ipueira dos Xavier, um marco da história cangaceira destes lados do sertão.
.

2 comentários:

Anônimo disse...

Severo li e gostei até demais!!!! Será uma grande visita.

Verifique da possibilidade de entrar em contato com a escritora Maria do Socorro Xavier. A figura de Mário Xavier filho mais novo do coronel,estava no momento da saga dos Xavier.
Anote o livro da Socorro: A Saga de Ipueiras.

Continuo a sua disposição.
Abs. Paulo Medeiros Gastão
Mossoró

Anônimo disse...

adorei essa materia dos xavier;fez lembrar o velho e querido pai aparicio xavier.valeu.