Sociedade Lírica do Belmonte, Um Sonho Real Por:Gabriel Barbosa

Padre Ágio  

"Sociedade Lírica do Belmonte, um sonho real" é o título do novo Documentário do Cieasta caririense Wilton Dedê. O documentário chegou a ser iniciado ainda em 1995, entretanto depois de todos esses anos parados teve em 2009 o seu reinício. Trata da história da experiência de vida do Padre Ágio Augusto Moreira de Deus, radicado no distrito de Belmonte em Crato, Ceará. Padre Ágio ao se deparar com um grupo de trabalhadores rurais entoando “Cânticos de Trabalho” de acordo com relato do mesmo, vislumbrou um "coral de trabalhadores rurauis" que, instintivamente, cantavam em duas vozes (masculina e feminina), dentro de uma harmonia e afinação quase perfeita. Passou então a alimentar o sonho de fundar uma escola de música na zona rural e ensinar música clássica a trabalhadores rurais. Após 20 Anos consegue realizar o seu sonho e a escola neste ano de 2010 completa seus 50 anos de atividades.

Trata-se de uma narrativa e será feita em mídia digital , com locações em Crato (distrito do Belmonte), Jamacarú (distrito de Missão Velha), e Juazeiro do Norte, todos no Ceará. A narrativa se dará pelo próprio personagem principal, Padre Ágio, que nos trará sua trajetória e  toda a história de fundação da escola. O documentário ainda abordaráo conflito existente entre a massificação entre as novas e velhas linguagens culturais e midiáticas, ressaltando a dicotomia existente entre a massificação das expressões do povo e a força e persistência do trabalho do Padre Agio no mundo pós moderno, além da (sobre)vivência desse trabalho com a pós modernidade. É a partir dessa verdade, desse conflito interior, que a idéia do documentário passa a ter importância impar no cenário cultural do Ceará e do Nordeste. São histórias e estórias que sobreviveram ao tempo.

 
 
Padre, Músico, Maestro, Mestre...
Ainda segundo Wilton Dedê " o documentário sobre o Padre Ágio é o reinicio de um projeto maior, o de escrever e realizar uma série de documentários sobre os mestres da cultura da região do Cariri. Projeto denominado “DOCUMENTANDO O CARIRI”. Todos os documentários terão seus roteiros sobre uma personalidade que tenha um trabalho cultural desenvolvido na região, aí incluídos, preferencialmente, os mestres populares, e serão doados e farão parte de uma videoteca que será colocada à disposição das bibliotecas públicas do Cariri, escolas, faculdades, Institutos Culturais e pesquisadores da região. É uma forma de registrar a vida e a obra dos que fazem a nossa cultura, pessoas atuantes na região do Cariri."
Gabriel Barbosa
Fotografias: Pachelly Jamacaru
NOTA CARIRI CANGAÇO: Padre Ágio Augusto Moreira de Deus nasceu na cidade de Assaré - Ceará, e iniciou seus estudos na cidade de Campinas, em São Paulo. Posteriormente veio para o Seminário Diocesano do Crato, onde teve o seu primeiro contato com o estudo da música, tendo como professor o seu próprio irmão: Padre Davi Moreira. Terminou os seus estudos no Seminário da Prainha, em Fortaleza, onde aprimorou os seus estudos em musica clássica e canto gregoriano. Voltou ao Cariri ordenado Padre e foi trabalhar na localidade chamada Goianinha (hoje Jamacarú), na Chapada do Araripe, na cidade de Missão Velha (CE). Nessa localidade, após presenciar as colheitas de arroz e café, onde os trabalhadores cantavam enmquanto trabalhavam, teve a idéia de fundar uma escola de música para trabalhadores rurais. Em meados dos anos 60, já residindo em Crato, viu seu sonho começar a se realizar com a fundação da Sociedade Lírica do Belmonte, completando este ano de 2010, 50 anos de existencia.


 

8 comentários:

Anônimo disse...

Sem nenhum puxa saquismo, creio que a cada dia que passa esse espaço tem prestado um grande serviço à cultura de nosso cariri. Mesmo não mais morando aí, me sinto eternamente ligado a esta região, uma vez que morei 2 anos em Crato e 4 em Farias Brito.

Digo isso porque esse blog não é só voltado ao assunto do Cangaço, tema principal dessa revista eletrônica, mas trazendo também registros importantes de muitos episódios e personalidades marcantes da região, do Ceará, Pernambuco e todo o nordeste.

é o caso dessa matéria sobre a Solibel e Padre Ágio, que conheci de perto; parabéns e sucesso ao senhor wilton, com certeza em muito virá ocupar uma lacuna que não havia sido percebida por muitos. Padre ágio e suas crianças merecem esse respeito.

Abraços a todos do cariri Cangaço.

Paulo Jatomá - Recife

Helio disse...

Caro Paulo Jatobá, concordo com vc, o que mais me espanta é ver jovens e de todos os níveis não conhecerem nem um pouco a verdadeira história de suas raízes.

Bárbara de Alencar, Tristão Gonçalves, Brigadeiro Leandro, Pinto Madeira, Zé Marrocos, Fideralina, enfim; é urgente provocar nessa juventude a necessidade de conhecer sua história, daí ressalto a importancia de um evento como o que o Severo tá construindo, ir além da temática do cangaço e também nos apresentar esses temas, que são fundamentais,

saudações,

Professor Mario Hélio

Helio disse...

Já havia esquecido; quero dizer de minha felicidade em ver esse projeto sobre a escola do Padre Ágio, Parabens ao Wilton e equipe.

Professor Mario Helio

Lima Verde disse...

Padre Ágio colocou sua própria alma na construção desse sonho que hoje além de ser uma realidade é um presente para a região do cariri. Severo, meu caro , dento do Cariri Cangaço, sugiro que se possível possa acontecer uma visita a escola da Solibel.

Fernando Lima Verde - Fortaleza

CARIRI CANGAÇO disse...

Senhores, com certeza a iniciativa de nosso confrade Wilton Dedê, querido amigo e parceiro do Cariri Cangaço, só vem confirmar que as bons projetos sempre vingam.

Esse documentário sobre a espetacular figura que é Padre Ágio e a Solibel do Crato, não só vai nos mostrar uma das mais incríveis histórias de determinação, paixão e dedicação de um homem à sua arte e ao amor altruísta, mas acima de tudo vai deixar gravado para a posteridade o tamanho do respeito e admiração de todo um povo.

Parabens ao amigo querido Dedê (vulgo Zé Baiano)

E quanto à visita a Solibel por ocasião do Cariri Cangaço, vamos ver o que podemos fazer, na verdade seria uma satisfação.

Manoel Severo - Cariri Cangaço

Anônimo disse...

Rapaz essas fotografias estão sensacionais. Já repararam como a primeira foto o Padre Ágio tá a cara do nosso Ariano Suassuna??? Rapaz é um sósia do Ariano!!!

Carlos Ramos

Marcos Assunção disse...

Amigos, é realmente uma cópia fiel de Ariano Suassuna, fenomenal, rsrsrsrs.

Parabéns ao idealizadores do documentário, Wilton e parabéns pelas fotos maravilhosas do Padre Ágio Suassuna,rsrsrs. Grande fotografo Pachelly Jamacaru.

Assunção.

CARIRI CANGAÇO disse...

Sinceramente tá muito parecido mesmo com o grande Ariano Suassuna, que bom, dois grandes homens!!

Manoel Severo