Os Dois Doido de Pedra e o Cariri Cangaço em Serra Talhada

Cariri Cangaço na Fazenda São Miguel

Na tarde do último dia 28 de fevereiro, logo após sair de Nazaré do Pico,a Caravana Cariri Cangaço com Manoel Severo, Ingrid Rebouças, Archimedes e Elane Marques, Manoel Serafim, Louro Teles, Heldemar e Micheline Garcia foram recepcionados com almoço na Fazenda São Miguel, pelos netos de José Saturnino, primeiro inimigo de Lampião. Ali um pedaço dessa história começava a ser contada.

Recebidos pelos irmãos, Francisco Pinheiro de Barros , vereador em Serra Talhada e sua esposa dona Nádia, que é da família "Flor" de Nazaré; Luiz Barros,mais conhecido por Luizão e Espedito Barros, todos netos de José Saturnino; pelo compositor e cantor Assisão, sobrinho neto de Saturnino, além de Josivan, Buda e outros parentes da família do primeiro inimigo de Lampião, a caravana aos poucos começava a conhecer mais de perto o "outro lado da moeda". 

Vereador Pinheiro e Assisão recebem o Cariri Cangaço na São Miguel
Ingrid Rebouças, Nádia e Manoel Severo
Manoel Severo e Assisão

Pisar as terras da Fazenda São Miguel, as terras da Passagem das Pedras, das Pedreiras... onde nasceram José Saturnino e Virgulino Ferreira da Silva, ambas na antiga Vila Bela, atual município de Serra Talhada na belíssima região da Serra Vermelha é como voltar no tempo para compreender como tudo começou e entender de fato a história do roubo dos animais e chocalhos e o desfecho que todos conhecemos,  a briga entre os dois amigos que se tornariam os maiores inimigos e o surgimento do maior cangaceiro de todos os tempos. 


Assissão e os "Dois doido de pedra" fonte:Youtube

Já havíamos visitado a região em muitas outras oportunidades ao lado de confrades da SBEC e Cariri Cangaço; Ângelo Osmiro, Aderbal Nogueira, Lívio Ferraz, Juliana Pereira, enfim, sempre tendo a obrigação de passar para abraçar o amigo Luiz Alves de Barros, nosso inesquecível Luiz de Cazuza, de uma memória e um bom humor inigualáveis... Como também visitar o confrade José Alves Sobrinho, pesquisador e escritor que ao lado de Antônio Neto imortalizou Zé Saturnino e seu lugar através do livro:  Pegadas de um sertanejo: vida e memória de José Saturnino.

Não seria necessário falar da espetacular hospitalidade típica de nosso sertão, o bode e carneiro assado eram brindados com uma boa pinga da região e uma cerveja gelada para amansar o sol brabo, assim a conversa foi fluindo, fluindo e quase não acaba mais numa tarde memorável de causos e causos sobre o São Miguel, o cangaço e os dois "doido de pedra" como diz Assisão.


 Manoel Severo, Assisão, Manoel Serafim e Elane Marques
Arquimedes Marques e Louro Teles
Recepção na Fazenda Miguel para o Cariri Cangaço
Manoel Severo, Ingrid Rebouças, Elane Marques e Assisão

Além de estarmos ali para rever amigos e honrar um convite feito por Pinheiro a nosso companheiro Manoel Serafim; de promover um almoço para o Cariri Cangaço; e também novamente estar na região que tanto significado possui para nosso objeto de estudo, começamos a esboçar um novo empreendimento, a partir da fazenda São Miguel realizarmos em 2018 um Cariri Cangaço em Serra Talhada. A esse desafio estaremos dedicados de corpo e alma, sem dúvidas devemos isso a brava família sertaneja...


A magia, a beleza, as cores e cheiros do sertão: 
A mesa farta para receber os amigos em São Miguel...

Manoel Severo, Curador do Cariri Cangaço
Fazenda São Miguel, Serra Talhada - Pernambuco
28 de Fevereiro de 2017
Fotos: Ingrid Rebouças

Nenhum comentário: