Alto do Leitão Visita para 2010

au
De todos os pontos de visita do Cariri Cangaço 2009, um em particular ficamos em débito. No município de Barbalha se encontra o Alto do Leitão, significativo cenário de uma das maiores barbáries da época em que os cangaceiros pisavam estas terras. Ali foram sumariamente executados o cangaceiro Lua Branca, irmão mais moço dos Marcelino, que tinha como líder; Bom de Veras; e outros companheiros, muitos deles inocentes.
Em 2010, com certeza teremos a oportunidade de propiciar a todos os visitantes, conhecer mais de perto o cenário da chacina do Alto do Leitão.

video

No vídeoclip, Dr. Napoleão Tavares Neves narra

os últimos momentos dos condenados.

Música: Estrela de Prata / Dr. Raiz

h

5 comentários:

Anônimo disse...

Esse Grupo Dr. Raiz é maravilhoso, todos precisam conhecer mais de perto, cada composição é a mais pura tradução dos ritmos e melodia típicas da caatinga, do sertão. São muito bons, convido a todos que ouçam "Portal do Cançao" que inclusive é a música tema do Cariri Cangaço.
Valeu irmãoszinhos.

Renato Fronzer - Fortaleza, Rio, Brasil.....rsrs

Anônimo disse...

Muito bom mesmo Dr. Raiz e fez um show sensacional no Festival Cariri da Canção, agora é só tê-los no Cariri Cangaço.

É isso aí,,,
Milena do Crato

Anônimo disse...

O alto do leitão, para quem não conhece fica na divisa de Barbalha com Juazeiro, quem souber me responda, aquela área é pública ou é de particulares?

SE for pública, vamos fazer um esforço para preservar, se for particular poderiam conversar com os proprietários para preservar, cercar, sei lá, faz pena o abandono, ainda mais porque ali foi um grande cenário de nossa história, com a palavra os Organizadores do Cariri Cangaço.

Não pude ir ao evento, mas soube e estou vendo; que teve muito êxito, pretendo no ano que vem me juntar a esse grupo de "Cangaceiros e Volantes"

Junior Aguiar - UFC (Sobral)

Cariri Cangaço disse...

Queridos amigos, com relação ao Alto do Leitão;
Estive várias vezes no local acompanhado de amigos, inclusive do Mestre Napoleão Tavares Neves, que foi a primeira pessoa a se preocupar com a preservação daquele cenário histórico, o mesmo me falou que trata-se de propriedade privada. Também estivemos ali acompanhados de amigos colaboradores da Prefeitura de Barbalha e em várias conversas percebemos a boa vontade do poder público, do Prefeito Zé Leite e do Secretário Dorivam Amaro em criar condições para essa preservação, estrada de acesso, etc; dessa forma com certeza teremos novidades breve.
Obrigado pela dica.
Abraços

Manoel Severo - Administrador do Blog

Anônimo disse...

Boa Noite,
Junior,
Respondendo a sua pergunta o terreno é particular, era do meu avós que faleceram, inclusive um dos cangaçeiros era o meu bisavô, nunca cheguei a conheçer o local, pois moro em São Paulo.
Abs;
Adriano