João de Sousa e a Promessa da Lagoa do Mel


  Rubinho Lima e João de Sousa Lima na Lagoa do Mel

Caríssimo amigo Severo,
Em débito com o nobre amigo me ví na incubência de registrar e tentar apagar uma falha cometida pelo confrade Rubervânio Lima, quando o citado amigo se comprometeu em levá-lo à Lagoa do Mel, local onde ocorreu o famoso combate entre Lampião e a volante do tenente Arsênio, resultando nas mortes de 19 soldados e do irmão mais jovem do rei do cangaço, o Ezequiel.

A Lagoa do Mel situa-se no povoado Baixa do Boi, distante do centro de Paulo Afonso uns 15 km. O combate aconteceu em 1931, Lampião foi avisado por um coiteiro da presença dos policiais e ao amanhecer do dia partiu da fazenda de Pedro Gomes (pai da cangaceira Durvinha) portando uns chocalhos, cercou o tanque, utilizando como estratégia , o tilindar dos chocalhos, confundindo os soldados que pensaram que eram bodes e cabras que se aproximavam para beber água; o tiroteio foi intenso e dizimador, morrendo na hora 16 soldados e o irmão de Lampião.

O tenente Arsênio conseguiu desferir uma rajada de metralhadaora, sendo o bastante para rendilhar o estômago do jovem cangaceiro. o tenente conseguiu fugir deixando a metralhadora, porém tirando uma peça que deixou a arma inutilizável.

 João de Sousa Lima e Francisco Júnior

João de Sousa Lima e Rubinho

Lampião enterrou o irmão próximo ao tanque, contando com o serviço de Antonio Chiquinho (falecido em fevereiro de 2010, com 106 anos de idade). Lampião recolheu armas, munições, dinheiro e jóias que estavam em posses dos soldados, seguiu para o Raso da Catarina, onde chorou suas mágoas por conta da perda do irmão amado e depois arquitetou sua vingança contra o tenente Arsênio e aí a história é longa e carece de mais tempo para ser contada em seus mínimos detalhes.

Abraço do amigo,
João de Sousa Lima

Obs. as pedras nas fotografias marcam exatamente onde ficava o tangue e serviam de barreira natural em um dos lados do reservatório de água.

Abrimos um parêntese para um pertinente comentário do confrade Kiko Monteiro, o Lampião Aceso!

Kiko "ainda indignado" responde: Mandar foto é fácil seu cabra de São José do Egito! esse débito só será pago quando eu e Severo sentarmos nestas pedras visse confrade? Pelo menos agora "Seu Rubervanio" vai de olhos fechados.

Abraçando! 
Kiko Monteiro

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezados senhores, o que dizer do pretenso irmão de Lampião, Ezequiel, que apareceu ha uns cinco anos atras?
Mais um lunático?
mais um impostor?
mais uma mentira e mistérios do cangaço?

Reginaldo Leiva