Cangaceiros desembarcam em Piranhas

..
Diário de Viagem, Piranhas
Ponto de Partida, Dia 28 , 8h 30min

Piranhas, ponto de partida para Angico

Na manhã deste dia 28 , tivemos a satisfação de reunir um grupo de pesquisadores do cangaço para mais uma visita a grota do Angico. Retornar ao cenário da morte do Rei do Cangaço nos remete a um dos  mais polêmicos e  controversos episódios do ciclo lampiônico, justamente o de sua morte.

Polêmicas a parte, todas as discussões envolvendo o referido 28 de julho de 1938 me parecem importantes uma vez que nos trazem a cada momento uma nova referência, um novo detalhe, uma nova possibilidade de versão. Claro que muitos asseveram que já se esgotou tudo que se podia com relação a Angico, eu; como um humilde estudante do assunto e um curioso por natureza, prefiro dizer que, ainda existem pontos que teimam em não me convencer...Mas aí é outra história, daqui a pouco tomaremos o Catamarã para mais uma visita obrigatória a Angico.

Cacau, Secretário de Turismo de Piranhas e Severo

Antônio Vilela de Garanhuns

Danielle Esmeraldo e Ricardo Sabadia

Alcino Alves Costa de Poço Redondo

João Paulo do Projeto Memórias, de Dores, Sergipe

A partida se dá do pequeno porto fluvial da cidade de Piranhas, que fica no estado das Alagoas. Tendo a nascente do São Francisco como referência, teremos Piranhas ao lado esquerdo rumo a foz, logo a seu lado teremos Entre Montes, local da casa da família Rosa; de Pedro e Durval Rosa; também do lado Alagoano. Angico fica a cerca de 11 km rio abaixo, do lado de Sergipe, se desembarca no município de Canindé do São Francisco e a grota fica na divisa entre esse e o municipio de Poço Redondo.

Jairo Luiz, anfitrião em Piranhas e Angico

Danielle, Washington Rodrigues e Alcino Costa

Eliseu Gomes Neto, Lelêu, de Delmiro Gouveia

Manoel Moura, do Projeto Memórias, de Dores

Manoel Severo
.

8 comentários:

Anônimo disse...

Valeu cabra da peste, parabens por mais esse feito: reunir tantos pesquisadores em torno de mais uma iniciativa.

Va em frente severo.

Professor Alberto Lima

Anônimo disse...

Turma da Pesada em Piranhas. mas Severo como ter tanta gente boa em Angico e não ter polêmica? Sem polêmica é melhor não ir, rsrsrsrs

Marcelo Simões
Fortaleza CEARA

Xico Turco disse...

Severo, mais uma vez parabéns, vcs da sociedade do cangaço estão fazendo um grande trabalho, Angico foi, é e sempre será polêmica pura!

Francisco Turco

Anônimo disse...

Concordo com os amigos acima, Severo, Alcino, Vilela, Jairo de Piranhas, essa turma da SBEC é da pesada, parabens pessoal e até 2011 no nosso Cariri Cangaço, aqui no Ceará, sejam bem vindos.

Marcio Lacerda
Juazeiro do Norte

Karla Renata disse...

O nordeste é realmente fenomenal, não conhecia essa cidade de Piranhas, quem diria! Uma maravilha dessas bem no interior de Alagoas. Ainda mais com tanta historia ligada ao cangaço principalmente com a morte do lampião e maria bonita. legal demais.

Renata

José Mendes Pereira disse...

Alguns afirmam que as fontes secaram. Mas no meu entender, ainda existem muitas coisas que aos poucos os pesquisadores e escritores irão encontrando conclusões.
Já se passaram mais ou menos dois mil anos da morte de Cristo. E até hoje, a cada ano surgem mais informações sobre a sua passagem pela terra. Ora, as pirâmides do Egito calculam-se que elas foram construídas muito antes da era cristã. E a cada ano os pesquisadores descobrem coisas incríveis.
A história do rei Lampião foi ontem, ontem!
Por isso ainda temos muita água nas fontes, as quais poderão matar a sede de todos os malucos, como diz Alcindo Allves Costa, estudiosos do cangaço.

Parabéns ao confrade Severo pela iniciativa.

José Mendes Pereira - Mossoró-RN.

NETO E ELIZA disse...

Parabéns pelo grande trabalho. Por que até os dias de hoje, ainda não foi desvendada esse mistério que envolve a crota de Angico?

Anônimo disse...

Carissímos Severo e Danielle vocês realmente tornaram-se embaixadores do Cangaço.Ficamos realmente agradecidos com a visita de vocês em companhia da Família Sabadia ( Ricardo, Marisa, Lia e Sofia) e também não poderia deixar de mencionar o nosso querido caipirão de Poço Redondo, o mestre Alcino Alves Costa, eo grande pesquisador e pesquisador Antonio Vilela.
O Cangaço realmente é fascinante e o episódio de Angico é um dos pontos ainda mais obscuros da saga de Lampião e da História do Cangaço.
Em março nos encontraremos de novo no Seminário Internacional de Nascimento de Maria Bonita e setembro estaremos mais uma vez no Cariri Cangaço 2011.
O deputado eleito e pesquisador Inácio Loiola ,o Cacau e Célio mandam um grande abraço.
Atenciosamente

Jairo Luiz Oliveira e Angecila Rodrigues
ROTA DO CANGAÇO XINGÓ
Piranhas / Alagoas