Cariri Cangaço como um Vetor de Conhecimentos Por: Eloisa Farias

.

Caro Manoel Severo, há quanto tempo não nos comunicamos, não é mesmo! Como vai o nobre dirigente do Cariri Cangaço? Espero que esteja tudo bem! Tenho acompanhado com frequência as atualizações feitas no site do Cariri Cangaço. São belas as experiências que tem compartilhado com a família Cariri, inclusive com aqueles que se encontram a quilômetros de distância dessa tão virtuosa fonte de conhecimento que é a região do Cariri.

Também tenho lido sempre os e-mails que nos encaminha e, inclusive, fiquei muito feliz com a nova parceria firmada com o jornal "O povo". Julgo que será um projeto de grandes préstimos não só para a divulgação do Seminário de 2011, como também para a construção da memória do evento, visto que o jornal se tornará uma bela fonte de pesquisa para os admiradores da história e cultura nordestina, que percebem o Cariri Cangaço como um vetor de conhecimentos e experiências originárias dos rincões caririenses.

Aproveito o ensejo dessa escrita para questionar-lhe sobre previsão de temas para o evento deste ano. O que será abordado? A curiosidade é grande, principalmente quando se cultiva o desejo de encontrar, mais uma vez, a família Cariri Cangaço reunida para debater e fomentar novas ideias, e confrontar pontos de vista, ápice do debate.

Eloisa Farias

Atualmente estou trabalhando com políticas públicas na área da cultura, pela Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura. Deixei a sala de aula em outubro de 2010, quando tomei posse no MinC. Tenho mantido contato com novas propostas políticas para as mais diversas áreas da cultura: literatura, audiovisual, artesanato, dança, música, teatro, entre outros. Inclusive, foi finalizado em dezembro o Edital de literatura de cordel, edição Patativa do Assaré, onde ví que o querido Gonzaga de Garanhuns teve participação.

Bom, em razão desse contato constante com as propostas fomentadas pelo Ministério da Cultura, acabei por eleger um tema que julgo relevante para ser discutido em um evento como o Cariri Cangaço. Mas, para tanto, gostaria de saber qual o tema do Cariri deste ano para que eu possa analisar se minha proposta é condizente com o que se pretende discutir na próxima edição. Despeço-me parabenizando-o, mais uma vez, pela iniciativa junto ao jornal "O povo" que, no final das constas, é mais uma marca de sucesso para o evento.

Eloisa Farias
Brasília DF
.

2 comentários:

Sanbahia disse...

Severo, seu Cariri Cangaceiro, fico sempre satisfeita quendo visita e coloca sua opinião em meu blog. Parabéns a seu filho pela atitude bonita em ser voluntário na tragédia da região serrana.
Um abraço carinhoso home retado.

Anônimo disse...

Parabens a professora mais uma vez.Ela nos encantou no Cariri Cangaço com a sua palestra instrutiva, educativa e histórica sobre as origens do coronel oriundo da Guarda Nacional.Aprendi bastante - obrigado.Alfredo Bonessi